18 de fevereiro de 2013

Pride of Love XV - O regresso



Aquelas ondas afundaram os meus problemas atuais e a entrada do meu irmão na minha vida, aquelas ondas ao rebentar trouxeram um novo Salvador. Na verdade, as ondas fizeram-me muito bem, apaziguaram-me por completo com aquela água salgada italiana que me banhava. Tinha um enorme cansaço no corpo e a próxima paragem seria só e apenas o hotel onde estamos hospedados, e quando lá chegasse dar toda a atenção à Joana que nos últimos dias não tem sido dada. Mas algo me atrasou, era um senhor alto e com uma estrutura físca atleta, provavelmente era um surfista, conseguia distinguir o formato do corpo pois os surfistas têm uma estrutura deveras diferente. Vestia uma t-shirt da marca Billabong o que reforçava a certeza de que ele era ou foi um surfista.  E no pescoço tinha uma bruta máquina fotográfica.

- Boa tarde, acha que podemos conversar? - dirigiu-se o homem para mim ao mesmo tempo que tirava os óculos de sol para me falar "olhos nos olhos".
- Claro que sim, apesar de estar com pressa. - respondi-lhe em língua inglesa para ele perceber que não me tratava de um cidadão italiano.
- Bom, eu sou o Jorge Melo patrocinador de surfistas e bodyboarders, tenho-lhe a dizer que gostei muito dos seus movimentos, você tem futuro! Quero-lhe fazer uma proposta de um contrato.
- Eu sou português e realmente eu não posso desperdiçar esta oportunidade. - sorri radiante de alegria.
- Ótimo, porque a minha proposta de trabalho é um contrato como já lhe disse, de 3 anos com tudo incluído nas ilhas das Filipinas. - entregou-me um cartão.- Está aqui o meu contato para quando pensar nisto tudo e gerir muito bem, comunicar comigo.
- Eu irei pensar e quando tiver certezas ligar-lhe-ei logo. Mas, eu daqui a um dia vou voltar para Portugal. - disse-lhe, esperando que não mudasse de ideias.
- Não tem mal nenhum, dá para comunicar e tratar de tudo pelo telemóvel e pela internet. - agradeci-lhe com um aperto de mão e fui em direção ao parque de estacionamento, eu estava em êxtase mal esperava para contar à Joana desta estrondosa novidade.

- Amor? - cheguei ao quarto de hotel e estava tudo magnifico, uma mesa para duas pessoas na varanda com uma vela no centro da mesa e velas acesas por todo o quarto além do cheiro intenso a incenso que voava pelos ares.
- Surpresa. - lançou-me um sorriso e roubo-me muito rapidamente um beijo.
- Está tudo muito lindo mas eu tenho uma grande novidade. Fizeram-me um proposta de trabalho, 3 anos nas Filipinas a fazer aquilo que mais gosto, surfar.
- O quêêêê?! - a Joana arqueou a sobrancelha e abriu a boca.

11 comentários:

  1. r: no nono, sim, talvez seja da matéria :s
    ainda bem querida :)

    ResponderEliminar
  2. eu neste momento tenho 7, mas ja cheguei a ter 12 e não sao daquelas que se podem tirar, é daquelas que das o no e so sai quando tiver que sair!
    Ja uso desde os 9 para ai, e contínuo a usar!
    Eu Acabo por ficar bem =)

    ResponderEliminar
  3. oh obrigadoooo *-* . o teu sorriso também contagia. Gostei do post *

    ResponderEliminar
  4. Vamos lá ver como ela reage! Adorei como sempre :D

    ResponderEliminar
  5. pois é, é uma treta, mas tenho que seguir em frente e sorrir enquanto que ele namora e está ali com ela ao lado

    ResponderEliminar
  6. desculpa só agora te responder, ainda uns dias off disto :/
    não temos falado muito, so mesmo lá de vez em quando na escola, mas pronto...
    mostraste-lhe a carta? ;o*

    ResponderEliminar